Ligue pra gente!
3066-2600

Salto alto: saiba usar sem prejudicar a sua saúde

Nenhum Comentário 418 Visualizações1


Imagem de mulher com dor nos pés devido ao salto alto ilustra post sobre salto alto saiba como usar sem prejudicar a sua saúde, do blog da Policlinica do Amigo

A gente sabe que o uso do salto alto pode fazer toda a diferença na hora de compor um look. Seja para dar aquele up na altura, seja para dar um ar mais profissional e elegante, entre tantos outros usos, o saltinho é um item indispensável do guarda-roupa de muita gente. Mas você sabia que o uso indiscriminado do salto alto pode causar danos à saúde?

Veja como evitar que isso aconteça!

O que pode acontecer

O excesso de salto alto pode causar inúmeros problemas no corpo como um todo. Não quer dizer que necessariamente a pessoa vai desenvolvê-los, mas é bom ficar atento (a).

As regiões afetadas variam e não ficam apenas nos pés e calcanhares, podendo acometer também os tornozelos, panturrilhas, joelhos, que ficam mais suscetíveis a lesões por conta da falta de flexibilidade, e até a nossa coluna, que pode piorar nossa lordose e causar dor lombar.

Outra coisa que o uso de salto alto excessivo pode causar é o esmagamento e o afastamento de articulações, além da formação de calos e joanetes, quando acontece aquele inchaço no ossinho que fica na base do dedão do pé.

O que fazer para evitar os problemas

Com tantos problemas, o melhor é prevenir, não é mesmo?

O que se pode fazer para evitá-los, primeiramente, é controlar o excesso do uso, utilizando diferentes tipos de sapatos durante a semana. Cabe sempre uma avaliação da real necessidade de se usar o salto alto naquele dia em específico.

Mas também não é qualquer um!

Sapatos muito baixos não conseguem amortecer a caminhada, o que pode acabar sobrecarregando outras partes do corpo como os joelhos. O recomendado é um sapato mais grosso, com salto de 3 a 10 cm.

Sentiu muita dor e está sentindo os seus pés muito grossos e cansados? Uma boa massagem com um creme de hidratação também já faz toda diferença. 😉

Não foi o suficiente para fazer seus pés melhorarem? Talvez a consulta com um ortopedista possa ajudar! Agende aqui mesmo e agora sua consulta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *